27 de jun de 2011

Preciso...

Preciso sim, preciso tanto de alguém que aceite tanto meus sonos demorados quanto minhas insônias insuportáveis. tanto meu ciclo ascético Francisco de Assis quanto meu ciclo etílico bukovskiano. que me desperte com um beijo, abra a janela para o sol ou a penumbra. tanto faz, e sem dizer nada me diga o tempo inteiro alguma coisa como eu sou o outro ser ao conjunto teu, mas não sou tu, e quero adoçar tua vida. preciso do teu beijo de mel na minha boca de areia seca, preciso da tua mão de seda no couro da minha mão crispada de solidão. preciso dessa emoção que os antigos chamavam de amor, quando sexo não era morte e as pessoas não tinham medo disso que fazia a gente dissolver o próprio ego no ego do outro e misturar coxas e espíritos no fundo do outro-você, outro-espelho, outro-igual-sedento-de-não-solidão, bicho carente, tigre e lótus.

por Caio F. Abreu

"Coisas da minha cabeça"

A vida é realmente espetacular... você cai ali, levanta aqui, amanhã ja esta lá de novo e a vida sempre continua...
Nada para, os carros vem e vão, os dias passam corridos e agitados, e eu olho para o céu e agradeço a Deus, eu amo a minha vida, amo essa loucura que faz meu dia feliz!!!

Sobre casamentos - Quem foi que disse...

Quem foi que disse que seria facíl... Não é.
Não vamos mentir, nem enganar ninguém, conte tudo para os que te perguntarem, o máximo que vai acontecer é a pessoa fazer o mesmo que você... porque no fundo, no fundo todo mundo um dia passa por isso, e por mais alertas que você dê, cada um terá que ter a sua experiência.
A gente fala, mas no fundo so torce dizendo "Boa Sorte".